NOTÍCIAS

13 de Maio de 2021

CocapecCaféManejoPragas do cafeeiro

Fundação Procafé: TOPOS DOS CAFEEIROS PRECISAM SER MAIS PROTEGIDOS DO ATAQUE DE BICHO MINEIRO

Por: J.B. Matiello/Eng Agr Fundação Procafé e F. Santinato/ Eng Agr, Santinato e Santinato Cafés Postado em: 13/05/21 A parte alta, o topo ou ponteiro dos cafeeiros tem sido a área de folhagem mais danificada pelo ataque do bicho mineiro. Por isso, precisa ser protegida, de forma mais cuidadosa, com as pulverizações inseticidas. Nas regiões cafeeiras com ambiente mais quente e seco, o bicho mineiro se constitui numa praga severa, causando desfolhas das plantas, prejudiciais ao desenvolvimento e produtividade dos cafezais. Nessas regiões, o controle do BM precisa ser feito de fo

SAIBA MAIS


03 de Maio de 2021

CocapecCaféInternacionalPragas do cafeeiroDoença do cafeeiro

FNC alerta sobre nova variante de ferrugem mais agressiva na Colômbia

Por Federação Nacional da Colômbia, via Notícias Agrícolas: Postado em: 03/05/21 A Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC), por meio do Centro Nacional de Pesquisas do Café (Cenicafé),  alertou na quinta-feira (29) sobre a presença na Colômbia de novas variantes de fungos mais agressivos que causam a ferrugem do café. Estudando a doença em variedades comerciais suscetíveis e resistentes, e materiais de café de interesse em diferentes regiões, o Cenicafé confirmou recentemente a presença de quatro tipos de ferrugem já conhecidas e identificou seis novas não

SAIBA MAIS


30 de Abril de 2021

CocapecCaféPragas do cafeeiro

PROCAFÉ: Ataque de lagartas em folhas de cafeeiro tem se agravado

Por: J.B. Matiello e Marcelo Jordão Filho – Engs Agrs Fundação Procafé, Lucas Ubiali e Leandro S. Andrade Engs Agrs Bolsistas Fundação Procafe e J.R. Dias, L. Franco e Hernane de Souza, Engs Agrs Fdas Sertãozinho e Flávio dos Santos Tec Agr. Consultor Super Safra Capelinha, via Fundação PROCAFÉ Postado em: 30/04/21 O ataque de lagartas em folhas de cafeeiros que, no passado, ocorria de forma eventual, vem se tornando um mal permanente, exigindo acompanhamento e controle. As lagartas são as formas jovens (larvas) de borboletas ou de mariposas, que comem as folhas pelas ma

SAIBA MAIS


22 de Abril de 2021

CocapecCaféPragas do cafeeiroDoença do cafeeiro

Procafé: É impraticável o uso de monitoramento, de índices de infecção, para controle da ferrugem do cafeeiro

Por Fundação Procafé: Postado em: 22/04/21 O uso de índices de folhas infectadas, como base para o controle da ferrugem do cafeeiro, tem sido demonstrado ineficiente em diversos trabalhos de pesquisa e, por isso, não tem sido adotado, na prática, o monitoramento da doença visando à indicação dos tratamentos fungicidas. Para o manejo e controle de pragas e doenças de plantas, o acompanhamento da sua evolução, através de amostragens, é uma ferramenta muito útil, para racionalizar o uso de defensivos, visando seu emprego apenas quando necessário, nas condições de e

SAIBA MAIS


14 de Abril de 2021

CocapecCaféPragas do cafeeiroDoença do cafeeiro

Fundação Procafé: DIFERENÇAS ENTRE CERCOSPORIOSE E LEPROSE, EM FOLHAS E FRUTOS DE CAFEEIROS

Por J.B. Matiello, S.R. Almeida e Lucas Bartelega – Engs Agrs Fundação Procafé: Postado em: 14/04/21 Cercosporiose e leprose são duas doenças em cafeeiros que, ambas, atacam folhas e frutos, porém possuem origem e sintomas bem diferenciados, embora muitos ainda confundam essas doenças, especialmente quanto às lesões provocadas em frutos. A cercosporiose é uma doença de plantas enfraquecidas, seja por stress nutricional (principalmente por carência de N) seja por stress hidrico, com maior gravidade em plantas com carga alta, em variedades de menor vigor e as de maturação

SAIBA MAIS


25 de Março de 2021

CocapecCaféManejoPragas do cafeeiro

No cafezal, roçada do mato não é igual capina

Por José Braz Matiello, via Café Point: Postado em: 25/03/21 A roçada do mato em cafezais encontra facilidades tanto em áreas mecanizáveis como em áreas de manejo manual. Nas lavouras implantadas em renque mecanizado, onde o trator pode transitar facilmente nas ruas, ele pode operar com uma roçadeira acoplada aos três pontos e movida pela TDF, tendo um bom rendimento na roçada do mato. Nas áreas declivosas, onde antigamente se usava foices na roçada do mato, hoje em dia se emprega roçadeira motorizada de operação manual, também com boa rapidez

SAIBA MAIS


Notícias Relacionadas