NOTÍCIAS

Apesar do cenário favorável, poder de compra de cafeicultor diminui

por Cepea:

Mesmo com clima e preços do grão favoráveis à realização dos tratos culturais, o poder de compra do cafeicultor brasileiro frente à ureia, um dos principais fertilizantes utilizados na adubação de cobertura, está menor nesta parcial de agosto frente ao mesmo período de 2016. Conforme dados do Cepea, na média das principais regiões produtoras de café arábica, o produtor precisa de 6% mais grãos do tipo 6, bebida dura para melhor, para adquirir uma tonelada do adubo. No caso do robusta, o poder de compra também diminuiu, sendo necessário vender 3% mais grãos do tipo 6, peneira 13 acima, para adquirir uma tonelada de ureia. Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário está atrelado às desvalorizações do café e à alta do valor da ureia, de 3,1%, em média, em um ano. Na parcial deste mês (até o dia 29), os preços do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, recuaram 3,5% frente a agosto/16. Para o robusta, no Espírito Santo, o café tipo 6, peneira 13 acima, se desvalorizou 2,77% na mesma comparação.

Notícias Relacionadas