NOTÍCIAS

Após números da Conab, café arábica opera com leves altas e conilon registra baixas em Londres

por Notícias Agrícolas 

Postado em: 22/01/21

O mercado futuro do café arábica segue operando com altas técnicas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 11h59 (horário de Brasília), março/21 tinha alta de 80 pontos, valendo 126 cents/lbp, maio/21 registrava valorização de 70 pontos, negociado por 128 cents/lbp, julho/21 registrava valorização de 70 pontos, negociado por 129,90 cents/lbp e setembro/21 tinha alta de 65 pontos, valendo 131,65 cents/lbp.

O mercado segue registrando leves altas depois da Conab divulgar as estimativas de quebra para a safra 21 do Brasil. O primeiro levantamento da Companhia estima uma produção total, somados conilon e arábica, entre 43,8 milhões de sacas, indicando uma redução entre 30,5% e 21,4% em comparação com a safra 2020.

“A despeito da redução da produção total, calcula-se uma produção recorde para a espécie conilon, se atingir o limite superior de 16,6 milhões de sacas de café beneficiado, com um incremento de 16% em relação a 2020. Pelo limite inferior, a previsão é de pouco mais de 14 milhões de sacas.

Para o arábica, que responde pelo maior volume nacional, a estimativa é de uma colheita entre 29,7 milhões e 32,9 milhões de sacas, o que representa uma queda de 32,4% e 39,1%, respectivamente, em comparação com a safra passada”, afirmou a publicação.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon segue operando com quedas técnicas. Março/21 registrava baixa de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1331, maio/21 tinha baixa de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1341, julho/21 registrava queda de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1355 e setembro/21 operava com baixa de US$ 9 por tonelada, sendo negociado por US$ 1373.

Notícias Relacionadas