NOTÍCIAS

Aumento na produção de cafés com padrões voluntários de sustentáveis

POR EQUIPE CAFÉPOINT:

De acordo com um novo relatório do Instituto Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (IISD), a quantidade de café produzido em conformidade com os padrões voluntários de sustentabilidade (VSS) está aumentando a uma taxa maior do que o setor global. O relatório mostra um crescimento mais significativo em países com baixo desenvolvimento humano.

O IISD disse que cerca de um terço de todo o café produzido globalmente é compatível com VSS, com o setor experimentando uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de cerca de 24% entre 2008 e 2016. No mesmo período, o café compatível com VSS aumentou aproximadamente 19% CAGR em países com classificação mais baixa no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O instituto acrescenta que a expansão contínua do setor pode exigir a mudança para novos mercados que começaram a adotar VSSs, incluindo países de baixo desenvolvimento humano (LHDCs), e trabalhar com os agricultores para apoiar sua transição para práticas mais sustentáveis.

“O Brasil, o Vietnã e a Indonésia são boas perspectivas para aumentar a produção sustentável de café, dado o volume total de café produzido e a presença de VSS”, disse Vivek Voora, Associado do IISD e principal autor do Relatório de Mercado Global sobre café. “No entanto, Etiópia e Uganda, seguidos pela Costa do Marfim, Madagascar e Papua Nova Guiné, poderiam se beneficiar ao máximo com a expansão do café conforme VSS, considerando as necessidades de desenvolvimento sustentável de seus países, conforme indicado pelo valor do IDH, juntamente com sua participação total da produção global de café e presença de VSS”, completou.

Para Vivek esse potencial de expansão nos LHDCs pode pressionar os agricultores dos países que enfrentam a volatilidade e a queda dos preços, a falta de recursos para fortalecer a resiliência às mudanças climáticas e os surtos de pragas e doenças que podem afetar negativamente os rendimentos do café e a lucratividade dos agricultores.

O crescimento projetado do setor cafeeiro é impulsionado pela demanda crescente de países produtores e economias emergentes tradicionalmente não entre os principais importadores de café, incluindo Brasil, Indonésia e China, bem como a expansão de opções de varejo, como cafés prontos para beber ou cápsulas.

No entanto, o IISA disse que o crescimento do café em conformidade com VSS está concentrado principalmente nos mercados tradicionais, como a Europa e os Estados Unidos, e permanece inferior à oferta. Esse desequilíbrio entre oferta e demanda pode limitar o potencial de crescimento do mercado de café compatível com VSS e precisa ser tratado pelos atores da cadeia de valor para se beneficiar das oportunidades que surgem da crescente demanda de café dos países produtores e emergentes.

As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin

Notícias Relacionadas