NOTÍCIAS

Café recua mais de 1% nesta 5ª em NY, mas registra alta em Londres

Por Notícias Agrícolas:

Postado em: 27/12/21

Os futuros do café encerraram a sessão desta quinta-feira (23) com queda expressiva na Bolsa de Nova York, mas alta moderada em Londres. O dia no terminal norte-americano foi marcado por realização de lucros, além de atenção ao financeiro.

O principal vencimento do café arábica na Bolsa de Nova York caiu 1,01%, cotado a US$ 231,20 c/lb. Em Londres, o tipo robusta teve valorização de 0,60% no dia, a US$ 2353 a tonelada.

Na véspera, o café subiu pela segunda sessão seguida nas bolsas externas em ajuste de posições e com o financeiro. Nesta quinta, porém, o mercado sentiu pressão de um movimento natural de realização de lucros. Além disso, houve atenção para as oscilações do câmbio.

Próximo da finalização dos trabalhos do café nos terminais externos, o dólar tinha leve alta sobre o real, o que encoraja as exportações, mas pesa sobre os preços externos das commodities baseadas na moeda estrangeira. Já o petróleo subia mais de 1% no cenário internacional.

Segundo a agência de notícias Reuters, investidores também se posicionavam antes das festas de final de ano no mercado.

Nos fundamentos, o mercado ainda olhava, positivamente, as informações sobre a safra brasileira de café e, negativamente, a colheita de robusta no Vietnã. “A colheita no Vietnã continua a progredir bem e agora está mais de 60% concluída”, destacou a Reuters.

“Condições climáticas prejudiciais para as áreas de arábica do Brasil e os problemas logísticos e de produção no Brasil e no Vietnã ainda persistem”, destacou Jack Scoville, analista da Price Futures Group.

MERCADO INTERNO

Com a queda para o café no exterior, as praças do Brasil tiveram preços estáveis a mais baixos. O tipo 6 bebida dura bica corrida teve a maior queda no dia em Franca/SP (Cocapec), com 1460,00 a saca de 60 kg e recuo de 2,01%.

O tipo cereja descascado recuou 1,27% no dia em Varginha/MG (Minasul) e está valendo R$ 1550,00 a saca.

Notícias Relacionadas