NOTÍCIAS

Café tem dia de ajustes e com preocupação nas condições do tempo no Brasil, volta a subir

Por Notícias Agrícolas:

Postado em: 26/07/22

O mercado futuro do café arábica iniciou as negociações desta semana com valorização nas principais referências no pregão desta segunda-feira (25) na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

Setembro/22 teve alta de 335 pontos, negociado por 210,05 cents/lbp, dezembro/22 teve alta de 350 pontos, cotado por 206,15 cents/lbp, março/23 teve alta de 340 pontos, negociado por 202,20 cents/lbp e maio/23 teve alta de 330 pontos, cotado por 199,70 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também teve valorização. Setembro/22 teve alta de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1973, novembro/22 teve valorização de US$ 12 por tonelada, negociado por US$ 1972, janeiro/23 teve alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1954 e março/23 teve valorização de US$ 12 por tonelada, cotado por US$ 1939.

Além da variação de recuperação, após as baixas registradas na última sexta-feira, o café voltou a ter suporte na preocupação com as condições climáticas no Brasil, de acordo com análise do site internacional Barchart.

“A preocupação com a queda na produção de café no Brasil está impulsionando os preços do café depois que a Somar Meteorologia informou na segunda-feira que Minas Gerais não recebeu chuva na semana passada”, afirma a publicação.

No Brasil, apesar do clima ser positivo para avanço da colheita e para qualidade da bebida, os baixos volumes de chuvas registrados antes do período de seca e a previsão do atraso na estação chuvosa assusta os operadores e também os produtores. A safra 22, depois do atraso, ganha ritmo nas principais praças produtoras do país.

No Brasil, o mercado físico encerrou com estabilidade nas principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 0,39% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.300,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 0,77%, valendo R$ 1.310,00, Araguarí/MG manteve a estabilidade por R$ 1.330,00, Machado/MG manteve por R$ 1.300,00 e Franca/SP manteve por R$ 1.330,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,36% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.375,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 0,71%, negociado por R$ 1.420,00, Varginha/MG teve queda de 1,43%, valendo R$ 1.380,00 e Campos Gerais/MG manteve a estabilidade por R$ 1.410,00.

 

Notícias Relacionadas