NOTÍCIAS

CNC: Embrapa Café conta com orçamento total para pesquisas

por P1 / Ascom CNC

Postado em 04/12/20

BALANÇO SEMANAL — 30/11 a 04/12/2020
 
Embrapa Café conta com orçamento total para pesquisas
Através de ação do CNC, governo liberou R$ 7,4 milhões para estatal custear projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação
O apoio do Conselho Nacional do Café (CNC) à demanda apresentada pela Embrapa Café para liberação do orçamento total ao Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café custear projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) gerou resultado no dia 27 de novembro, com a publicação, no Diário Oficial da União, da liberação dos R$ 2,81 milhões restantes aprovados na Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020.
A solicitação ao governo federal foi feita pelo presidente do CNC, Silas Brasileiro, no dia 24 de novembro, quando se reuniu com Marcos Montes e Silvio Farnese, respectivamente secretário Executivo e diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
“O CNC sempre se preocupa em disponibilizar recursos volumosos para investimentos em pesquisa e inovação, que, por meio dos trabalhos de nossos institutos e universidades, geram tecnologias para reduzir a incidência de pragas e doenças e mitigar os impactos das adversidades climáticas nos cafezais. Além disso, a implementação desses estudos no campo garante melhorias contínuas em produtividade e qualidade, mantendo o Brasil na vanguarda da cafeicultura mundial”, destaca.
Com esse aporte obtido com apoio do CNC, a Embrapa Café está dotada dos aproximadamente R$ 7,4 milhões que foram aprovados para ações de PD&I voltadas à promoção do desenvolvimento científico-tecnológico do agronegócio café no Brasil.
Esses recursos são distribuídos ao Consórcio Pesquisa Café, que é composto pelas principais universidades e institutos de pesquisas que atuam na atividade. As ações desenvolvidas por essas instituições fazem da cafeicultura brasileira a mais sustentável e competitiva do mundo há anos, garantindo ingresso de pacotes tecnológicos e inovações constantes no cinturão produtor do País.

Notícias Relacionadas