NOTÍCIAS

Com pressão do financeiro, café tem início de semana tenso e recua mais de 700 pontos em Nova York

Por Notícias Agrícolas: 

Postado em: 12/07/22

A semana começou com intensa desvalorização para os principais contratos do mercado futuro do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

Setembro/22 teve queda de 720 pontos, valendo 213,25 cents/lbp, dezembro/22 registrou baixa de 690 pontos, cotado por 207,85 cents/lbp, março/23 registrou queda de 690 pontos, valendo 207,85 cents/lbp e maio/23 teve desvalorização de 670 pontos, negociado por 206,25 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também teve um dia de desvalorização. Setembro/22 teve baixa de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 1966, novembro/22 registrou baixa de US$ 19 por tonelada, negociado por US$ 1963, janeiro/23 teve desvalorização de US$ 22 por tonelada, valendo US$ 1956 e março/23 teve desvalorização de 24 por tonelada, negociado por US$ 1951.

O dia foi marcado por intensa valorização do dólar ante ao real, que encerrou a segunda-feira (11) com alta de 2,04% e negociado por R$ 5,38 na venda. A alta do dólar pressiona as cotações do café nas bolsas.

Mesmo com a baixa deste início da semana, a análise do site internacional Barchart destacou as condições do tempo no Brasil. Apesar do tempo ser positivo para a colheita e qualidade do café, e de certa forma até pressionar as cotações, a preocupação com as condições climáticas no Brasil seguem no radar do setor.

“A Somar Meteorologia informou na segunda-feira que Minas Gerais não recebeu chuva na semana passada, ou 0% da média histórica. Essa foi a segunda semana consecutiva sem chuva”, destacou a publicação.

No Brasil, o mercado físico acompanhou o dia de baixa no exterior e encerrou com desvalorização nas principais praças de comercialização.

O tipo 6 bebida dura teve queda de 3,27% em Varginha/MG, negociado por R$ 1.330,00, Guaxupé/MG teve baixa de 1,85%, valendo R$ 1.325,00, Poços de Caldas/MG teve queda de 1,45%, valendo R$ 1.360,00, Campos Gerais/MG teve queda de 1,79%, valendo R$ 1,375,00 e Franca/SP teve queda de 2,17%, negociado por R$ 1.350,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 1,75% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.400,00, Poços de Caldas/MG teve queda de 1,34%, valendo R$ 1.470,00, Varginha/MG teve baixa de 3,83%, valendo R$ 1.380,00 e Campos Gerais/MG teve baixa de 1,71%, valendo R$ 1.435,00.

Notícias Relacionadas