NOTÍCIAS

Entrada da safra brasileira pesa e café abre semana com desvalorização em Nova York

Por Notícias Agrícolas:

Postado em: 13/09/22

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta segunda-feira (12) com desvalorização nas principais referências na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

Dezembro/22 teve queda de 375 pontos, negociado por 224,75 cents/lbp, março/23 teve baixa de 345 pontos, cotado por 219,20 cents/lbp, maio/23 teve queda de 335 pontos, valendo 215,65 cents/lbp e julho/23 registrou queda de 320 pontos, negociado por 212,65 cents/lbp.

Segundo análise do site internacional Barchart, o café sentiu a pressão da colheita da reta final da safra brasileira. Na semana passada, a Cooxupé informou que os trabalhos estavam na reta final. Além disso, a cooperativa também demonstrou preocupação em relação ao volume a ser recebido, com quebra ainda mais expressiva do era que previsto anteriormente pelo setor. Neste sentido, as cotações avançaram mais de 700 pontos na semana passada e o mercado hoje também teve um dia de ajustes nos preços.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon teve um dia de estabilidade para os preços. Novembro/22 teve queda de US$ 1 por tonelada, negociado por US$ 2263, janeiro/23 teve queda de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 2252, março/23 teve alta de US$ 3 por tonelada, cotado por US$ 2226 e maio/23 teve alta de US$ 6 por tonelada, negociado por US$ 2215.

No Brasil, o mercado físico acompanhou e também registrou desvalorização nas principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica teve queda de 2,27% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.290,00, Poços de Caldas/MG teve queda de 0,75%, negociado por R$ 1.330,00, Varginha/MG teve baixa de 1,48%, valendo R$ 1.330,00, Campos Gerais/MG registrou queda de 2,22%, valendo R$ 1.323,00 e Franca/SP teve queda de 2,21%, valendo R$ 1.330,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 2,15% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.365,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,70%, valendo R$ 1.420,00, Varginha/MG teve queda de 1,43%, negociado por R$ 1.380,00 e Campos Gerais/MG teve queda de 2,12%, valendo R$ 1.383,00.

Notícias Relacionadas