NOTÍCIAS

GCA aponta queda nos estoques de café verde e arábica sobe 1,84% em Nova York

Por Notícias Agrícolas:

Postado em: 17/02/23

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta quinta-feira (16) com valorização de 1,84% na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

O mercado mantém suporte na incerteza em relação à oferta global do produto ao mesmo tempo que a expectativa de demanda aquecida com a queda da inflação e taxas de juros em importantes polos consumidores, sobretudo nos Estados Unidos e Europa, principais destinos do café brasileiro.

Além desses fatores, a análise do site internacional Barchart destacou o volume de café verde nos Estados Unidos, divulgados recentemente pela Green Coffee Association. “Os estoques de café verde dos EUA em janeiro caíram -1,8% m/m, para 6,265 milhões de sacas. Além disso, os estoques de café arábica da ICE caíram para 844.914 sacas, o menor nível em 5 semanas, na quarta-feira”, afirma.

Maio/23 teve alta de 325 pontos, negociado por 180,25 cents/lbp, julho/23 avançou 300 pontos, cotado por 179,55 cents/lbp, setembro/23 teve alta de 270 pontos, negociado por 178,15 cents/lbp e dezembro/23 teve alta de 250 pontos, cotado por 176,55 cents/lbp.

Em Londres, o café tipo conilon também avançou. Maio/23 teve alta de US$ 23 por tonelada, negociado por US$ 2072, julho/23 teve alta de US$ 24 por tonelada, negociado por US$ 2056, setembro/23 teve alta de US$ 25 por tonelada, negociado por US$ 2035 e novembro/23 teve alta de US$ 25 por tonelada, cotado por US$ 2012.

As chuvas no Brasil também seguem no radar do mercado, já que há a preocupação com os tratos culturais nas principais áreas de produção do país. Segundo a Fundação Procafé, no mês passado a chuva ficou acima da média esperada em todas as áreas.

Alysson Fagundes, engenheiro e pesquisador da Fundação Procafé, explicou durante o episódio que esse excesso de chuva está estendendo o ciclo da safra.

“Estamos observando de forma muito clara na lavoura que o ciclo está estendendo. Parecia que ia adiantar a colheita, que a safra ia adiantar, mas devido essas chuvas o ciclo está prolongando. Toda vez que a planta tem condições ótimas, o ciclo prolonga. Toda vez que tem condições ruins de sol, seca, praga ou doença, o ciclo encurta”, explica.

No Brasil, o café acompanhou e encerrou com valorização nas principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 2,75% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.120,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 0,88%, negociado por R$ 1.140,00, Machado/MG teve alta de 1,79%, negociado por R$ 1.135,00, Campos Gerais/MG teve alta de 0,89%, cotado por R$ 1.137,00 e Franca/SP teve valorização de 2,56%, negociado por R$ 1.200,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 1,70% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.194,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 0,81%, negociado por R$ 1.240,00 e Campos Gerais/MG registrou alta de 0,84%, valendo R$ 1.197,00.

Notícias Relacionadas