NOTÍCIAS

Incidência de broca e rentabilidade devem ser pontos de atenção para próxima safra de café

por Notícias Agrícolas:

O jornalista João Batista Olivi, do Notícias Agrícolas, conversou com os pesquisadores Roberto Santinato e José Braz Matiello, especialistas em café, para destacar alguns pontos de atenção para a próxima safra do grão no Brasil.

Há, no país, uma questão que não era problema há cinco anos: a broca do café. Na Colômbia, já é uma questão séria. No Brasil, não existe nenhum produto, atualmente, que ofereça um controle eficaz. Existem novas tentativas chegando ao mercado que podem trazer até 80% de eficiência, já na próxima safra. Entretanto, o problema deve se fazer presente, na visão de Santinato, especialmente nas lavouras de grãos destinados aos cafés especiais, cuja venda nessas condições é bastante difícil.

Matiello destaca que o café está em uma fase de transição no país. A rentabilidade é descrita por ele como “razoável”, mas ele visualiza que já está chegando no limite. Por outro lado, há uma evolução grande na tecnologia e na competitividade. A próxima safra vem de uma safra baixa, mas a tendência é que a produção aumente – de 8 a 10 milhões a mais do que a atual, como avalia Santinato.

Para a próxima safra, Matiello aconselha “racionalizar” a administração, embora esta diminuição não deva ser feita na parte fixa. “Baixar a produtividade é um suicídio”, aponta. Para Santinato, a mecanização da lavoura é importante, pois influi em uma diminuição nos custos com a mão de obra. Os pesquisadores também acreditam que uma facilidade de financiamento por parte do Governo Federal seria bastante benéfica para a cultura.

Notícias Relacionadas