NOTÍCIAS

México pode ter queda de 50% na colheita por causa de chuvas e fungo

por CaféPoint:

A propagação da ferrugem e as intensas chuvas registradas nos meses de março, abril, maio e junho – que deixaram sem floração os plantios de café – cairão em 50% da colheita nacional de café correspondente ao ciclo de 2015/2016.

O assessor geral da Coordenadora Nacional de Organizações Cafeeiras, Fernando Celis Callejas, disse que “se o México produzia uma média de 4,5 milhões de sacas de café, essa colheita que vem, que começa em outubro de 2015 e conclui em março, será entre 2 e 2,3 milhões de sacas”.

“Falamos de uma redução de quase 50% da produção, porque se uniram os problemas da ferrugem e os danos adicionais às plantações gerados por um excesso de chuvas que impediu que houvesse boas florações”.

Celis Callejas previu que a diminuição na produção de café seja ainda mais grave, podendo na região de Coatepec não chegar a 20% da produção normal. Alguns produtores, no entanto, “estimam que a produção não chegará nem a cinco ou 10% do que chegam a cada ano”.

Ele advertiu que julho e agosto “é o período em que chove menos, mas há mais calor, evaporando-se a umidade das chuvas. É, então, um cenário ótimo para a propagação do fungo da ferrugem”.

Nesse período, destacou ele, “é necessário aplicar produto e fertilizar para evitar que a ferrugem se propague com mais força, mas como muitos produtores não têm dinheiro para fertilizantes e preveem uma colheita ruim, não aplicam as medidas de controle. Isso agrava a situação”.

A reportagem é do http://www.jornada.unam.mx / Tradução por Juliana Santin

Notícias Relacionadas