NOTÍCIAS

Mudança climática ameaça produção de café, diz CEO da Illy

por CaféPoint:


A mudança climática é uma ameaça à produção de café em médio e longo prazo, disse o presidente e diretor executivo da companhia italiana de café, Illy, Andrea Illy, no Fórum Econômico Mundial em Davos. “O café é uma das colheitas bastante afetadas pela mudança climática, que é uma ameaça em termos de temperaturas muito altas em algumas regiões quando é produzido e uma ameaça em termos de segurança da água – seja por secas ou chuvas excessivas – em outras regiões”.

“O problema é que, aparentemente, a maior parte da terra adequada para a produção de arábica que é o melhor e o mais cultivado, será reduzida em 50% de agora até 2050 como consequência da mudança climática”.

Illy explicou que embora a mudança climática deva impactar a produção, o consumo ainda está crescendo. “Nós prevemos que precisaremos de pelo menos duas vezes mais café – mais provavelmente três vezes mais – até o final do século, com menos de 50% de terras disponíveis. Eu acho que temos um problema que precisamos resolver”.

O café da Illy está atualmente disponível em 140 países. Em 2014, a companhia reportou US$ 423,9 milhões em receita bruta.

Voltando-se ao crescente apetite de café da Ásia, Illy disse que está confiante de que o consumo na China aumentaria mais nos próximos anos, à medida que sua economia mudou de exportador de bens duráveis para principalmente direcionada pelo consumo interno. “A renda disponível está aumentando no país e o consumo de café continuará crescendo a uma taxa de duplo dígito”.

Illy disse que o futuro parece bom para o mercado doméstico da Itália. “O preço do petróleo está estimulando o consumo, taxas de juros muito baixas estimulam os investimentos e o baixo euro estimula as exportações, de forma que tudo isso é bom para a economia”.

As reformas do governo e a boa liderança política também começaram a ter efeito. “Isso também está impactando o humor e a confiança dos cidadãos”.

Embora as reformas devam levar tempo e ainda haja problemas com empréstimos nos bancos que precisam ser urgentemente resolvidos, Illy disse que “no geral, a Itália tem boas cartas para jogar no presente e no futuro”.

As informações são do CNBC / Tradução por Juliana Santin

Notícias Relacionadas