NOTÍCIAS

Traders tentam recertificar grande volume de café arábica na ICE

Por CaféPoint, via Reuters:
Postado em: 19/08/22
Traders de café estão tentando classificar novamente sacas de café arábica de dois anos que foram retiradas dos armazéns da Intercontinental Exchange (ICE) nos últimos meses, e recertificá-las para que possam retornar aos estoques da ICE.

O chamado processo de recertificação é incomum, principalmente com um volume tão grande de cerca de 270 mil sacas de 60 kg. Embora não seja ilegal, participantes do mercado dizem que o processo levanta dúvidas sobre a qualidade do café, porque efetivamente considera o estoque reclassificado como grãos novos.

Geralmente, quando os comerciantes retiram o café dos estoques certificados, eles pretendem vendê-lo aos torrefadores. Nesse caso, eles o venderiam de volta ao ICE e teriam lucro, já que a recertificação elimina penalidades que são aplicadas à medida que o café envelhece nos armazéns. Quanto mais velho o café, maior o desconto. O risco para os comerciantes que desejam reclassificar o café é se grande parte do café falhar na classificação.

Os estoques certificados vêm caindo rapidamente este ano, à medida que os participantes do mercado compraram essas sacas por serem mais baratas do que os lotes no mercado à vista. Os estoques da ICE atualmente estão em cerca de 570 mil sacas, o menor nível desde junho de 1999.

No entanto, a partir de 8 de agosto, relatórios diários da ICE começaram a mostrar milhares de sacas de café esperando para serem classificadas para entrar nos estoques da ICE em Antuérpia. Na terça-feira, 263.259 sacas estavam pendentes de classificação.

A especialista em commodities Judith Ganes, da J.Ganes Consulting, disse que as sacas são de origem brasileira e foram entregues à ICE entre novembro de 2020 e maio de 2021. Pelo cálculo dela, elas têm penalidades relacionadas à idade que variam de 4,25 centavos a 7,25 centavos por libra. Isso é quanto um trader pode ganhar por libra se o café devolvido à ICE for precificado no valor de mercado atual. KCc1

A ICE não diz em seus relatórios se os volumes pendentes de classificação foram certificados anteriormente ou não. A bolsa não respondeu a um pedido de comentário. Ganes, assim como outros participantes do mercado, dizem ter certeza de que este é um caso de recertificação, porque o café recém-colhido está sendo oferecido no mercado físico com grandes prêmios sobre os futuros devido à escassez de oferta. Então, não faria sentido alguém comprar café no mercado para entregar na bolsa.

“Eles [comerciantes] provavelmente retiraram aquele café dos estoques da ICE para vendê-lo no mercado, mas no final não encontraram compradores suficientes, então estão tentando devolvê-lo à bolsa”, disse um executivo de uma grande importadora de café nos Estados Unidos.

 

Notícias Relacionadas